Aprenda Maneiras de Calcular o ROI no Investimento de uma Plataforma de Monitoramento

Aprenda Maneiras de Calcular o ROI no Investimento de uma Plataforma de Monitoramento

Constantemente, as equipes de TI sofrem com duas coisas em comum: orçamentos apertados e usuários que esperam um ambiente rápido e disponível. Sendo assim, os indicadores de disponibilidades baixos podem fazer com que a sua diretoria questione o valor investido na TI. 

Para calcular os valores de uma plataforma de monitoramento, alguns fatores devem ser analisados, como por exemplo: quanto tempo levará para instalar, configurar, treinar a equipe e outros custos para manter o monitoramento.

Hoje em dia, as organizações necessitam de uma solução de monitoramento confiável, que ofereça visibilidade total da TI, monitore 24 horas por dia, 7 dias por semana e que sinalize imediatamente quando houver um problema.

Sem o monitoramento, você enfrenta um desafio tedioso, falta de visibilidade e perdas de produtividade devido ao tempo de inatividade. Se compararmos o custo de uma plataforma de monitoramento com os custos de uma potencial indisponibilidade, tudo acaba sendo facilmente justificado. 

Como calcular o ROI

O Grande Problema

Empresas de grande porte se preocupam com o tempo de inatividade, visto que incidentes podem tornar notícias e afetar publicamente a integridade da marca, além de causar enormes perdas financeiras. Com esse cenário, fica fácil justificar o custo de uma plataforma de monitoramento. 
O problema é que algumas organizações são afetadas em interrupções de minutos ou horas e muitas vezes essas interrupções são esperadas e até mesmo toleradas. Sendo assim, temos o grande desafio: como agregar valor em uma plataforma de monitoramento?

Como provar o ROI
Uma maneira de calcular o ROI vai depender da função que a sua TI desempenha nas operações do dia-a-dia. Se você for uma Faculdade por exemplo: alunos, professores e colaboradores podem depender muito da sua TI disponível para sucesso das atividades na sala de aula. Lojas virtuais: dependem da sua TI disponível para geração de vendas. Instituições financeiras: dependem fortemente da sua TI disponível para realizar negócios ou fornecer serviços bancários on-line.

O calculo do ROI para um potencial investimento de uma plataforma de monitoramento, começa na compreensão dos problemas que ele irá resolver. Esses benefícios podem aparecer na redução do tempo para restabelecer um ambiente e no aumento da disponibilidade dos serviços de TI. 

Investimos com pessoas
Economias salariais são relativamente fáceis de serem percebidas. Por exemplo, se a plataforma de monitoramento permite que a equipe do turno noturno seja reduzida, as economias seriam simplesmente os salários liberados ou os custos com horas extras minimizados. Se a plataforma de monitoramento permitisse que um recurso da equipe gastasse mais tempo em um projeto, que realizasse uma redução de R$ 100.000,00 por ano, esse valor deve ser considerado no ROI. 

Minimizando ou evitando incidentes
As plataformas de monitoramento podem acionar a TI para possíveis problemas antes que elas se transformem em algo pior. Taxas de utilização de rede, porcentagens de erro, estatísticas de tráfego, tempos de I/O, CPU, espaço em disco e outros itens combinados podem sinalizar problemas futuros.

Criação de thresholds (limites) baseados em performance, podem gerar um sinal vermelho para sua TI. Dessa forma, você pode executar ações corretivas antes que o serviço fique lento ou indisponível. O monitoramento proativo pode conter as chamadas no suporte e permitir que toda a organização seja mais produtiva. 

Reduzindo chamadas de Suporte
Manter os serviços de TI on-line e performático é função da TI, mas quando o usuário final liga relatando um problema nos serviços que ele utiliza, todos os membros necessários de TI prontamente iniciam a solução do problema. Esse cenário do usuário avisar a TI sobre o problema, deve ser reduzido ao máximo, assim acontecendo nos piores casos.

A solução para minimizar esse contato, seria com a plataforma de monitoramento. Com a plataforma, a equipe de TI é acionada antes que os usuários comecem a perceber o problema na infraestrutura.

As chamadas para o suporte normalmente são apontadas e os custos podem ser calculados pelo valor hora da equipe. Por exemplo, se a plataforma de monitoramento, reduz de 50 para 20 chamadas, com cada atendimento de 30 minutos, então teria uma redução de 15 semanais. Calculando em valor, um analista de suporte com valor de hora R$ 30,00, a economia seria de R$450,00 por semana ou R$ 23.400,00 por ano.

Redução do tempo de Correção
Quando a equipe técnica é acionada sobre o problema de infraestrutura, fica difícil encontrar a origem do problema. A equipe técnica começa a fazer uma validação através de algumas perguntas que podem ou não facilitar a encontrar a origem do problema.  

Isso pode levar muito tempo, especialmente se existem vários locais. Até mesmo no caso de deslocamento até o problema, assim iniciando a análise, deve considerar os imprevistos, conseguir um carro, engarrafamento e a distância.

O tempo necessário para encontrar e corrigir o problema, juntamente com o combustível e desgaste do carro para deslocar até o local. Plataforma de monitoramento podem fornecer dados para o diagnóstico on-line e mapas geográficos que localizam dispositivos, assim economizando horas de trabalho.

Gerenciando SLAs 
Seja fornecendo serviços internos ou externos, geralmente são mantidos “acordos de nível de serviço” SLA de disponibilidade. Quando você cumpre o SLA, os usuários esquecem da TI, mas quando o sistema fica indisponível, existem várias cobranças.

Com base no SLA é fácil calcular o ROI. Por exemplo, se uma loja on-line ficar inoperante por uma hora, calcule o quando a loja ficou sem vender e teremos uma métrica para comparação.

Redução da indisponibilidade
Não há dúvidas: interrupções e lentidão no ambiente reduzem a produtividade dos funcionários. Entretanto, pode ser difícil estimar um valor em reais do tempo de indisponibilidade quando a empresa não sabe o custo do local parado. Mas, se ela tiver esse valor, fica fácil fazer o levantamento.

Por exemplo, se a plataforma de monitoramento diminui 12 horas de indisponibilidade não planejada no mês, para 4 áreas afetadas que geram R$ 100,00 por hora, assim o ROI é igual R$ 4.800,00 por mês. 

Custos da tecnologia de monitoramento
Uma vez que você tenha o ROI sobre uma ferramenta de monitoramento, você iria pesquisar sobre a plataforma de monitoramento.

As compras de software e hardware para monitoramento são visíveis, mas devem ser inclusos outros números:

- Compra inicial – o preço das licenças de monitoramento;
- Atualização e suporte – o preço do upgrade, contratos de manutenção e suporte;
- Hardware necessário ou software associado – o preço do hardware que será dedicado a solução;
- Consultoria para instalação / implementação – as horas de consultoria ou horas extras para instalação/implementação;
- Treinamentos – os custos devem incluir viagens, refeições, hospedagens e demais gastos;
- Administração/Gerenciamento – os salários dos funcionários dedicados a solução devem ser aplicados integralmente aos custos gerais, assim como custos de novas contratações.

Podemos apoiar no seu projeto, entre em contato conosco. 😉

  • Leandro Bigui

    Leandro Bigui


    Bacharel em Engenharia da Computação - Centro Universitário do Norte Paulista e MBA em Gerenciamento de Projetos FGV. 
    Iniciou sua carreira na área de TI de empresa de grande porte como Administrador de Sistemas. 
    Entrou na Visual Systems como analista de Produtos e hoje atua como Coordenador de Produtos.

O HIT é ideal para empresas de todos os tamanhos e segmentos.

Por que as pessoas confiam no HIT?

Mas por que ITSM?

Hoje, a tecnologia da informação é um recurso vital para que as empresas possam suportar seu negócio. Não é possível imaginar nenhuma empresa sobrevivendo sem a utilização de tecnologia da informação e o consenso geral é que a mesma exerce papel fundamental na criação de novas oportunidades e no desenvolvimento de vantagens competitivas para as empresas.

Diante dessa realidade, observa-se um movimento intenso das empresas rumo a adequação da TI às melhores práticas do mercado e é nesse ponto que entra o Information Technology Service Management (ITSM).

Em resumo, a ITSM é um framework para implementação e gerenciamento de serviços de TI de qualidade, que atendem as necessidades do negócio.

Blog HIT

Solicite uma demonstração gratuita